Stephan Barcha no Festival Brasileiro de Hipismo em SP

Stephan e Chevaux Primavera Império Egípcio ouro para uma égua BH no Pan 2023 (Luis Ruas)

A 2ª semana do 18º Festival Brasileiro de Hipismo, promovido pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Brasileiro de Hipismo (ABCCH), entre 7 e 12/11, no Clube Hípico de Santo Amaro (SP), está em pleno andamento e conta com a presença do cavaleiro Stephan Barcha que na sexta-feira, 3/11, conquistou o título de campeão individual na modalidade Salto nos Jogos Pan-americanos Santiago 2023.

A conquista teve um sabor ainda mais especial pois Stephan garantiu o título com Chevaux Primavera Império Egípcio, uma égua criação de nacional Brasileira de Hipismo (BH) do Haras Montana e propriedade do Haras Império Egípcio, que vem construindo uma sólida e meteórica carreira agora consagrada com o ouro no Pan 2023, o segundo título individual de um brasileiro na história e primeiro de um produto nacional. Lembrando que no Pan Lima 2019, Marlon Zanotelli garantiu a primeira medalha de ouro individual de um brasileiro com uma égua sela-francesa.

Primavera, uma filha de Calvaro Z em HFB Primaluna recém completou 12 anos, e já retornou para Europa, onde se preparou para o Pan em 2023 e agora segue para um período de descanso e trabalho leve em uma propriedade do Haras Império Egípcio em Portugal. E, é claro, que desde já a meta é Paris 2024.

“Eu monto a Primavera há seis anos. No começo ela era uma égua bem sensível, mas em praticamente tudo que disputamos tivemos êxito. A medalha de ouro no Pan é muito especial que não dá para esquecer: agora está na história.  A Primavera é uma égua incrível e sempre tentei levá-la da melhor forma possível”, destacou Stephan Barcha, 34, que entre outros títulos foi bicampeão brasileiro senior top 2020/2021 (rendimento máximo), campeão do GP Indoor 2021, campeão do GP Copa São Paulo 2022, ambos na Hípica Paulista, campeão do GP 87º Aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro, todos motando Primavera, e do GP Troféu Roberto Marinho, na Sociedade Hípica Brasileira. Em 2022, também com Primavera, foi ouro por equipe e prata individual nos Jogos Sul-americanos (Odesur), carimbando a vaga do país para o Pan.

Em 2023, a dupla foi para Europa no intuito de disputar uma vaga no Time Brasil. E, entre outras conquistas, logo após o cumprimento da quarenta e chegada na Europa, venceu um GP4* em Montefalco na Itália, integrou o time medalha de ouro na Copa das Nações de La Baule, França, e foi bronze no GP5* Rolex em Roma. A próxima meta de Stephan e Primavera são os Jogos Olímpicos Paris 2024. “Junto à comissão técnica, a equipe do Haras Império Egípcio e Chevaux, já começamos o planejamento em busca de uma vaga no Time Brasil em Paris 2024”, revela o campeão pan-americano. 

Até o momento, Stephan já garantiu um 2º lugar e um 1º lugar em provas a 1.40m e está entre os favoritos para o Clássico, a 1.45m, no sábado, 11, e GP Haras Império Egípcio, a 1.50m, no domingo, 12/11. O cavaleiro concorre na final do ranking brasileiro de cavalos novos.

 

Stephan e Chevaux Primavera Império Egípcio ouro para uma égua BH no Pan 2023 (Luis Ruas)
Stephan e Chevaux Primavera Império Egípcio ouro para uma égua BH no Pan 2023 (Luis Ruas)

Ranking brasileiro de cavalos novos tem decisão no Festival BH

O concorrido ranking brasileiro de cavalos novos CBH, ABCCH e Haras Agromen 2023 chega a sua última e decisiva etapa na 2ª semana do Festival BH. Ao todo largaram no ranking 2023, nada menos que 423 cavalos novos: 62 de 8 anos, 97 de 7 anos, 126 de 6 anos, 83 de 5 anos e 55 de 4 anos. São três as provas para cavalos novos de 8, 7, 6 e 5 anos e os cavalos de 4 saltam duas. Nas série 7 anos, os 50% melhores disputam a final, na de 8 anos, 80%, nas categorias 5 e 6 anos 40% disputam a final e na de 4 anos, 100%. Lembrando que as séries de 4 e 5 anos têm julgamento técnico (subjetivo). Em paralelo será disputado o título de BH do Futuro em todas as categorias.

Proprietários do ranking brasileiro de cavalos novos receberão R$ 110 mil na série 8 anos, R$ 86 mil na série 7 anos, R$ 52 mil na série 6 anos nas séries 5 e 4 anos, respectivamente, R$ 33,4 mil e R$ 17 mil, distribuídos entre da 1ª à 6ª colocação. Além da premiação em espécie da etapa (acesse o programa completo, ordens e resultados).

Em paralelo, a ABCCH oferecerá aos animais Brasileiros de Hipismo campeões do ranking de cavalos de 6, 7 e 8 anos, o custo da passagem de ida e volta do animal para a temporada de inverno em Wellington (EUA) em 2024. O Wellington Equestrian Center, por sua vez, dará aos campeões de 6, 7 e 8 anos: um mês de estadia sem custo para estes animais (exceto alimentação, serragem e tratador).

O Ranking de Cavalos Novos 2023 – uma parceria da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) com a Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo de Hipismo (ABCCH), Haras Agromen e Ministério do Esporte – visa o fomento, formação e valorização dos cavalos novos. Em 2023, o Regulamento de Cavalos Novos foi aprimorado e contemplou uma premiação total recorde de mais de R$ 630 mil entre as 5 categorias: 8, 7, 6, 5 e 4 anos.

Acompanhe os resultados e assista ao Festival BH ao vivo. 

Colaboração: Carola May e Rute Araujo 

Clube do Hipismo é uma publicação focada em esportes equestres e no mundo do cavalo.
Foi criado em 2007 por pura diversão, mas se tornou uma paixão para seus fundadores.

Visits: 78