Clube do Hipismo
criado em 3/3/2007
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner


Contato





2727665
Today1059
Yesterday2233
This week5213
This month37279

Internacionais
Os novos índices das seletivas do Adestramento rumo ao Mundial
Internacionais
Ter, 16 de Março de 2010 21:30

Os novos índices das seletivas do Adestramento rumo ao Mundial

Colaboração Rute Araujo e Carola May


Na 1ª de três seletivas da modalidade Adestramento de 2010 para os Jogos Equestres Mundiais de Kentucky, nos Estados Unidos, os olímpicos Luiza Tavares de Almeida montando Samba e Rogério Silva Clementino com Portugal alcançaram índice mais uma vez, enquanto Marie Munters montando Crossy comemorou a conquista do 1º dos dois índices necessários para a pré-qualificação.
 
O índice mínimo para a pré-qualificação é de 64% em nota atribuída por juiz de nível olímpico da Federação Equestre Internacional (FEI) e em dois eventos distintos. Nesta seletiva tiveram esta função Katrina Wuest, da Alemanha, e Elizabeth McMullen, do Canadá.
 
 

 

A prova válida como seletiva foi o Grand Prix “B” realizado na sexta-feira, 12, no Clube Hípico de Santo Amaro, em São Paulo (SP), e fez parte do CDI3* - Concurso de Dressage Internacional, categoria 3 estrelas, promovido pela Confederação Brasileira de Hipismo.
 
A amazona Luiza Almeida, que já somava 5 índices em seletivas realizadas em 2009, registrou 65,532% com as duas juizas. Rogerio Clementino, que já tinha garantido os dois índices no ano passado, alcançou 65,319 com Katrina Wuest e 66,170% com McMullen. Radicada no Brasil, a amazona sueca Marie Munsters montando Crossy obteve a mesma nota com as duas juizas, 64,255%, e o 1º dos dois índices.
 
 

Na soma das notas de todos os juizes, a campeã do Grand Prix “B” foi Luiza Almeida e Samba com média final de 64,809%; e o vice-campeão Rogério Clementino/Portugal (64,596%).
 
Rogerio Clementino também fez bonito no Prix St. Georges, prova de abertura do CDI3*, ao vencer a disputa montando Sargento do Top com média final de 66,789%. Nas notas individuais, o cavaleiro da Coudelaria Ilha Verde, de Araçoiaba da Serra (SP) registrou a maior nota entre os atletas, 69,211%, atribuída pela juíza internacional Katrina Wuest. 
 

 
ÉGUA BRASILEIRA É BEST CONDITION NOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS
Internacionais
Dom, 28 de Fevereiro de 2010 10:42

ÉGUA BRASILEIRA  É BEST CONDITION NOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Colaboração Paula Nascimento
Caraiva CSM conquisou o  Best Condition somando 53,36 pontos. Ela fez a prova a 25,15 Km/h. Pommery FGJ, também de criação brasileira, terminou a prova em 21ºlugar. Ambas pertencem ao mesmo estábulo, Seeh Al Salam Endurance Stables.

Timidamente os cavalos brasileiros vêm pouco a pouco mostrando potencial em terras árabes. A adaptação ao deserto pode ser um pouco mais lenta aos cavalos brasileiros, mas que em seu tempo vem mostrando bons resultados.
 
Caraiva CSM foi hoje Best Condition na prova Ladies Endurance Ride – CEN 90 Km, no Dubai Endurance City, em Dubai. A égua de criação de Claudio Ribas (Kazik Stud - Paraná), já em sua segunda temporada nos Emirados Árabes Unidos, garantiu 6º lugar sendo montada por Hamya Ali Mohm Al Saiqal. Ela disputou a 25,15 Km/h de média, ficando a 18min48s da campeã.  Caraiva completou a prova em 3h34min40s. No Best Condition ela somou 53, 36 pontos.
 
A égua brasileira hoje compõem a equipe do Seeh Al Salam Endurance Stables, do Sh Hamdan Bin Rashid Al Maktoum e já completou algumas provas nos Emirados Árabes Unidos.
Outro destaque brasileiro do mesmo estábulo foi Pommery FGJ, que terminou a prova em 21º lugar. A anglo árabe foi montada por Jamila Ahmed completando a prova em 4h26min15s, com média de 20,28 Km/h.
 
 
Pommery foi exportada para os EAU no ano de 2008 e era de propriedade de Silvio Arroyo dos Haras Morada do Sol “Sempre acreditei que essa égua faria boas provas, aqui no Brasil ou fora. Acho que chegou o momento dela começar a mostrar isso. A confiança que tenho na linhagem dela é muita, tanto que tenho duas irmãs próprias em treinamento no haras e que já começaram a fazer provas, que são Rumba FGJ e Tequila FGJ”. Pommey é filha de Guaraná FGJ e Tawny, de criação de Fabio Goffi. Ele também comenta sobre o resultado de Caraiva, já que tem em sua propriedade sete irmãos da égua que vieram do Kazik Stud e estão sendo treinados e fazendo provas “No ano de 2009 mandamos três cavalos para os EAU e eles são irmãos de Caraiva. Em meados do ano passado recebemos mais 7 animais e que também vem demonstrando muito potencial”.
 
O veterinário do Haras Morada do Sol, Silvio Arroyo Filho, completa “Os cavalos CSM são criação de esporte e com muito potencial, animais que gostam de correr, como as características que temos observado na Caraiva nos EAU”.

2009 Um ano importante para o Kazik Stud

Em 2009 vários cavalos da criação do Kazik Stud (Paraná) estiveram nas trilhas e conquistando resultados positivos. A parceria com o Haras Morado do Sol onde esses animais estão em treinamento, sob a responsabilidade do Dr. Silvio Arroyo Filho e do proprietário Silvio Arroyo, geraram frutos não só nas provas,  mas também com as exportações de três animais para Dubai, que se juntarão a Caraiva CSM, que este ano já correu diversas provas no Oriente Médio com resultados expressivos. Os cavalos Carolina CSM,Castro CSM e Carangola CSM seguiram para Alemanha em novembro e segundo informações dos novos proprietários, chegaram em Dubai em Janeiro.
 
Estes três cavalos, mais Cassino CSM e Cataguases CSM foram os primeiros a chegarem a São Paulo, fruto dessa parceria. Cataguases foi o vencedor na prova internacional de Avaré 90 km com média de aproximadamente 18 km/h. Em meados do ano, mais 5 cavalos vindos do Kazik Stud  chegaram ao Centro de Treinamento Haras Morada do Sol para iniciar trabalho.
 
“O potencial desses cavalos é incrível, a vontade, a velocidade e a recuperação deles nos deixam muito feliz com a perspectiva de trabalho. Tudo isso é devido ao trabalho feito por Cláudio Ribas no Kazik Stud e sua devoção pela genética e história dos cavalos árabes de origem polonesas, com sangue de corridas. Esses cavalos nasceram para correr”, disse Silvio Arroyo Filho, médico veterinário responsável pelo treinamento.
 
Em 2009 o Kazik Stud também começou parceria com Arthur Salles, do Rancho Santa Clara, conhecido no meio do enduro como cavaleiro e suas filhas amazonas de nível internacional. Alguns dos animais provenientes do Kazik Stud estão em treinamento no Rancho Santa Clara.
 
Em Outubro os resultados foram extraordinários e em uma  mesma prova diversos cavalos da criação paranaense fizeram bonito. Anata, 11 anos, uma filha de Pepi em WN Kosmopolita, filha de Kameleon, conquistou a prova internacional 160 km montada por Pedro Marino. Carajás CSM  09 anos, filho de Ekspresjon Rach em Gwarnya Van Gokart filha de Gokart, chegou em segundo lugar com Patrícia Bicudo. Para fechar com chave de ouro, Atlun, filha de Pepi e com a mesma mãe de Carajás CSM, conquistou o segundo lugar.
 
Em Dezembro de 2009, no Campeonato brasileiro 120 km, Catalão CSM de 08 anos, irmão de Carajás CSM,  ficou na quarta posição. Ele foi montado por Mário Schioppa.
 
A expectativa para 2010 é ainda melhor cada vez com mais cavalos do Kazik Stud nas trilhas nacionais e com grande torcida para que todos os nossos representantes em terras estrangeiras elevem cada vez mais o nome da criação e do Brasil”.
 
 
Brasil fica fora dos Jogos Olímpicos da Juventude
Internacionais
Qua, 03 de Fevereiro de 2010 20:36


Brasil fica fora dos Jogos Olímpicos da Juventude

Colaboração Rute Araujo

Uruguai, Argentina e Chile garantiram as três vagas reservadas para a América do Sul nos Jogos Olímpicos da Juventude. Na seletiva encerrada no domingo, 31, em Valdivia, Chile, o cavaleiro paulista Guilherme Dutra Foroni, 17, que buscava uma vaga para o Brasil, completou três percursos sem falta, mas no ultimo cometeu duas faltas que o colocaram em 5º lugar na geral entre os 10 concorrentes de países diferentes que buscavam a vaga.

Sem cometer nenhuma falta, Marcelo Chirico montando Calatino, pelo Uruguai, foi o vencedor da seletiva contabilizando o tempo final de 114,81 segundos. A segunda vaga foi ocupada por María Victoria Paz com Gualpin, da Argentina, que também fez os quatro percursos limpos no tempo de 123,62 segundos. A terceira vaga sul-americana ficou para o chileno Alberto Schwalm que fez 5 pontos por falta no tempo final de 123,17 segundos.

Montando Chaman, Guilherme Dutra Foroni entrou nas pistas da terceira e ultima prova trazendo duas pistas zeradas na sexta-feira, 29. Competindo com outros 9 atletas de diferentes países, o cavaleiro paulista voltou a zerar no primeiro percurso, virando para o quarto e ultimo percurso na vice-liderança.

Na fase decisiva, no entanto, a montaria de Guilherme - emprestada pelos organizadores da seletiva - não apresentou o mesmo rendimento, saltando mais baixo e cometendo dois derrubes. “Assim que terminou percebemos que o cavalo estava um pouco sentindo e o Guilherme acabou em 5º lugar na classificação final da seletiva”, comentou Edgar Foroni, pai e técnico do cavaleiro.

As Olimpíadas da Juventude, destinadas a atletas entre 14 e 18 anos, são organizadas pelo Comitê Olímpico Internacional e sua primeira edição acontece no mês de agosto em Cingapura reunindo cerca de 3.000 atletas de 26 modalidades.

 
Rumo aos Jogos Olímpicos da Juventude 2010, Guilherme Dutra Foroni
Internacionais
Sáb, 30 de Janeiro de 2010 08:57

Rumo aos Jogos Olímpicos da Juventude 2010

Colaboração Rute Araujo Foto Tupa Vídeo/Cedida

No primeiro dia da seletiva para os Jogos Olímpicos da Juventude que está acontecendo em Valdivia, Chile, o representante brasileiro na disputa, Guilherme Dutra Foroni, não cometeu faltas nos dois percursos da prova com obstáculos a 1.20m, ficando em 2º lugar no cômputo geral, atrás apenas de Marcelo Chirico, do Uruguai, e a frente de Mario Gamboa, da Colômbia.

A competição, que segue até domingo, 31, reúne 10 conjuntos representantes de países diferentes da América do Sul. “Dos 10 conjuntos, cinco conseguiram cumprir os dois percursos sem faltas. Estamos muito confiantes com o terceiro e último desafio da seletiva, a prova de domingo, que também será com 2 percursos distintos”, avisa Edgar Foroni, pai e técnico de Guilherme.

O Continente Sul-americano tem direito a três vagas na modalidade Salto, sendo que cada país só pode ter um representante. Na seletiva chilena o representante brasileiro é Guilherme Dutra Foroni, 18 anos, campeão do ranking Junior de 2009 da Confederação Brasileira de Hipismo e da Federação Paulista de Hipismo (FPH).
Guilherme compete ao lado de María Victoria Paz (Argentina), Daniel Morales (Bolívia), Mario Gamboa (Colômbia), Alberto Schwalm (Chile), Matías Bayas (Equador), Rubén Legal (Paragaui), Vania Canseco (Peru), Marcelo Chirico (Uruguai) e Luis Muro (Venezuela)

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) também está programando uma seletivas que possibilite a participação de outros atletas aumentando as chances do Brasil assegurar uma vaga do seleto time sul-americano.

Os Jogos Equestres da Juventude, destinado aos atletas entre 14 e 18 anos, é organizado pelo Comitê Olímpico Internacional e este ano acontece no mês de agosto em Cingapura reunindo cerca de 3.000 atletas de 26 modalidades.
 

 
« InícioAnterior11121314151617PróximoFim »

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL
Banner
Banner
 
Banner
Como anunciar seu cavalo

Divulgue seu cavalo a venda aqui é grátis

Read more text
Qual é a sua idade?
 
Qual é o seu sexo?
 
O que você pratica?
 
Você e seu cavalo saltam que altura?
 
O que falta para o hipismo no Brasil?
 
No Brasil se pratica Hipismo com segurança?
 
home search Google+