Clube do Hipismo
criado em 3/3/2007
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner


Contato





2592207
Today22
Yesterday1925
This week22
This month38399

Qual a importância dos Minerais na dieta dos cavalos?
Dicas Veterinárias

     As necessidades diárias de Minerais vão além do que o pasto, feno e grãos podem fornecer. Lembrando que a fonte de mineral desses alimentos vem do solo, portanto eles só terão os minerais que aquele solo contém. Se o solo não possui um determinado mineral, então o alimento também não terá.

De SKS Promoções - Silvia Milani

Os solos variam de região para região, de haras para haras e nenhum solo tem todos os minerais que os cavalos precisam por isso a suplementação é necessária

Os minerais provem de uma “rocha” e muitas vezes a absorção é difícil. Os minerais são responsáveis por dezenas de funções corporais diárias, como: metabolizar proteínas, gorduras e hidratos de carbono. Além de contribuir para o bom funcionamento dos músculos, nervos e ossos. Os minerais também são utilizados para transportar oxigênio pelo corpo e manter o balanceamento ácido/ básico. Os minerais são componentes integrantes de enzimas, aminoácidos, hormônios e vitaminas para o metabolismo.

    Dividimos os minerais em duas categorias: Microminerais e Macrominerais. A quantidade de mineral presente interfere diretamente na absorção e utilização de outro. Alguns minerais devem estar sempre relacionados para termos o melhor aproveitamento.

Cálcio: Fósforo.  Ambos são importantes para o crescimento e reparação da saúde óssea. São essenciais na fase de crescimento e desenvolvimento de ossos e tendões dos potros. Na fase final de gestação e lactação a quantidade também deve ser mais alta para que possa ser transmitido para o potro através do aleitamento. Nesta relação precisamos sempre de mais Cálcio do que fósforo, nunca a inversão deles. A maioria dos grãos (milho, aveia,...) tem essa relação inverta, uma elevada quantidade de fósforo, mas não de cálcio. Com isso há a necessidade de adicionar cálcio para corrigirmos essa relação.

Zinco: Cobre. Regulam as reações metabólicas do estresse. São importantes para a saúde do sistema reprodutivo, cascos e pelos, além de manter a imunidade contra bactérias e vírus. O Zinco faz parte de várias enzimas, como a carboxipeptidase, responsável pela produção de insulina, coagulação do sangue e cicatrização de feridas. O Cobre também tem uma importante função em dar suporte para a função mitocondrial, essencial para a produção de energia (ATP).

Cloro: Sódio. Ajudam a manter a pressão osmótica das células. O Sódio está associado com função da contração muscular e produção de bile. O Cloro é necessário para a digestão de proteínas. Os cavalos precisam de duas vezes mais Sódio que Cloro. Normalmente os cavalos devem ser suplementados por esses minerais, pois os pastos e fenos possuem pequenas quantidades de Cloro e Sódio.

    A absorção dos minerais pelo intestino do cavalo varia muito. Por exemplo: Cálcio varia entre 50%-75%, Ferro menos de 15%, Fósforo 30-55%, Zinco varia de 5%-90%

As empresas de nutrição animal trabalham para trazer soluções inovadoras para melhorar a absorção dos minerais. Umas são melhores que outras. Fontes orgânicas (plantas) muitas vezes são melhores absorvidas que fontes inorgânicas (artificiais). Para alguns minerais a absorção pode ser significativamente melhor quando são “quelados”, processo que liga o mineral a dois ou mais aminoácidos, formando uma molécula estável, podendo ser metabolizado de 300% a 500% mais que um inorgânico. Porém não existe uma regra única para os minerais, o processo para um mineral pode ser ótimo, como para outro pode ser ruim.

    A absorção mineral pode ser afetada pela quantidade de outros nutrientes da dieta como vitaminas, gorduras e fibras, assim como o equilíbrio do pH do intestino.

“Fornecer sal mineral em blocos não atendem as necessidades nutricionais dos cavalos, pois contem grandes quantidades de sal e baixos níveis de mineral.” (Glennon Mays, DVM, professor clínico associado da Faculdade de Medicina Veterinária e Ciências Biomédicas do Texas A & M University)

     Todos os minerais podem ter efeitos adversos se ingeridos em grandes quantidades, mas na maioria dos casos existe uma grande margem de segurança.

      A melhor maneira de equilibrar a dieta do seu cavalo é analisar o rotulo dos produtos, fazer análises químicas dos pastos, fenos e grãos que possam compor a dieta. Uma dieta equilibrada ajuda a manter a saúde e pode melhorar a performance do seu cavalo.

Liana Lepka

Supervisora Tecnica Royal Horse

SAC 08007041241

 
Banner
Banner
 
Banner
Como anunciar seu cavalo

Divulgue seu cavalo a venda aqui é grátis

Read more text
Qual é a sua idade?
 
Qual é o seu sexo?
 
O que você pratica?
 
Você e seu cavalo saltam que altura?
 
O que falta para o hipismo no Brasil?
 
No Brasil se pratica Hipismo com segurança?
 
home search Google+